sábado, 9 de abril de 2011

CUMPLICIDADE NO CASAMENTO - A BASE PARA O MILAGRE!

Olá amados, há muitos dias não nos falamos pelo blog. Certamente a rotina do dia-a-dia tem nos consumido, mas hoje, Deus nos reservou esta palavra para refelxão e para que nosso casamento possa receber um "plus" de Deus, e dos Céus, e certamente cumpriremos Seu propósito em nosso casamento: Vida e vida em abundância! Deus os abençoe!
Desfrutem também desta maravilhosa canção, que ficou mais linda ainda na voz do nosso amado Paulo Cesar Baruc.
Texto base: Eclesiastes 4: 9 e 11:
9-Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
10-Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.
11-Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará?
INTRODUÇÃO:
Salomão, o rei, em toda sua sabedoria, nos ultimos dias de sua vida, em suas reflexões finais, ele conclui que é melhor serem dois do que um, até  porque, quando dormem juntos um aquece o outro. Certamente quando ele disse isso não pensou no sacerdote seu amigo, nos seus conselheiros, ou em seus súditos, mas pensou em sua esposa.
E um homem, com quase 80 anos, conlcui que precisa viver ao lado de sua esposa. Isso certamente é uma grande lição para nossas vidas.
Mas, precisamos também olhar pelo prisma da mulher, será que a sunamita, depois de viver muitos anos ao lado de Salomão também chegou à mesma conclusão?
Paulo, em seus escritos,nos faz concluir que existem pessoas que nasceram para o casamento, para viverem juntas e outras não!
O casamento hoje é atacado, questionado, e em centenas de casos, diariamente, renegado como instituição,em nome da felicidade.
Recentemente, ouvi de um homem que conviveu 45 anos ao lado de uma mulher dizer: __Agora quero ser feliz!
Ora, mas o que ele fez por 45 anos??? Não viu a possibilidade da reconquista, do recomeço, simplesmente olhou para o lixo de seu casamento, e não para a casa arrumada, porque, todos temos lixo e casas arrumadas em nosso casamento.
MAS AFINAL, O QUE É CASAMENTO PARA VOCÊ?
Casamento deve ser resumido em uma palavra: cumplicidade. Participação de um na vida do outro.
Precisamso entender a dimensão e a complexidade da palavra de Deus quando ele diz que: Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. (Gn. 2:28)
Agora, lembre-se da promiscuidade lançada em todos os meios de comunicação, na juventude quand olhamos para esta palavra. Quando comsumamos um ato sexual com outra pessoa, nor tornamos um só com esta pessoa! E depois com outra, e com outra, e quantos não se gabam da quantidade com que tiveram relações...
Óbvio que Deus não leva em conta o tempo em que não conhecemos a Ele, mas depois... somos réus de juízo...
Mas estamos falando para pessoas casadas!!! Você se tornou um,isto é cumplice do seu marido e da sua esposa! Vocês devem participar um da vida do outro.
Mas pastor... Meu marido não deixa, minha esposa não deixa... Está errado! Precisamos participar de tudo. Se você faz alguma coisa que seu marido não pode saber, ou que sua esposa não pode saber TEM ALGO ERRADO NESTE NEGÓCIO!
E tanto na área sentimental,quanto material, relacionamentos, tudo em nossa vida. Somos cuplices! Partícipes!
Ah! Mas preciso preservar! Se precisa é porque a coisa é muito feia!!!!
Sinceridade – cumplicidade. Saiba de uma coisa:
DEPOIS QUE NOS CASAMOS NUNCA MAIS FAZEMOS ALGO SOZINHOS, NEM OS ERROS.
Ora pastor mas quem traiu foi ele, foi ela... Não existe parte inocente, faltou algo da parte do outro conjuge...
Ora pastor mas foi ela quem fez a divida... Não existe parte inocente. Negligente foi quem não pediu contas, porque vocês são um.
Por isso a detemrinação da bíblia! E não estamos falando de dogmas, estamos falando de verdades fundamentais de Deus, do criador do universo, para nossas vidas!
CUMPLICIDADE ENVOLVE PERDÃO:
Você perdoaria a você mesmo por um erro? Certamente você e eu teríamos dezenas, senão centenas de justificativas para nosso erro.
Assim, se olhamos para nosso conjuge como a bíblia diz que devemos olhar: COMO UM SÓ, não há como não perdoar o conjuge, porque somos um!
Quando perdoo meu conjuge estou perdoando a mim mesmo! Esta é a leitura que a biblia faz do casamento!
Ah! Pastor, mas é porque o senhor não casou com ele ou com ela...
É verdade, quem casou foi você, quem ez aliança foi você, quem teve filhos foi você, e essa aliança é imutável.
A bíblia dá certas regras para o casamento, mas todas elas se resumem em três palavras:
Amor: o sentimento que nos move... Quando agimos com o amor que sentimos, nunca impingiremos culpa ao conjuge, pois amamos e sabemos que somos culpados juntos...
Cumplicidade: a atitude diária...Quando somos cumplices, decidimos juntos, pagamos o preço juntos, perdoamos juntos
Equilíbrio: a base das decisões da vida... Sem culpar, sem lembrar do passado, mas crendo em Deus, na Sua Palavra, no perdão e no amor.
CONCLUSÃO:
Há momentos que na vida, pensamos em olhar atrás:
Quantas vezes fomos influenciados pelos sentimentos errados, pelo prazer momentâneo, pelo conselho demoníaco... e pensamos em desistir. Não desista porque você e cumplice!!!!!!!
É preciso pedir ajuda para poder continuar:
Neste momento entra a igreja, os pastores, os irmãos, os amigos verdadeiros...e acima de tudo: Deus – Mas precisamos tomar a iniciativa, nos dar o direito de mudar, de ver as coisas como elas devem ser, pelo prisma da Bíblia...
E clamamos o nome de Jesus!! Ele nos ajuda a carregar a cruz!
Clame ao Senhor hoje, e seu casamento receberá o milagre da restauração! 



Um comentário:

  1. A paz do Senhor Jesus,
    Excelente estas postagem, e o conteúdo deste abençoado Blog !
    Já estou seguindo.
    Celebramos a nossa parceria!

    Aproveito a oportunidade
    Para lhe convidar para ser
    Mais um amigo da “ROCHA”

    www.afamilianarocha.blogspot.com

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir